Notícias

Projeto Comprador deve gerar US$ 120 mil para calçadistas

10.10.2016 -

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), por meio do programa Brazilian Footwear, mantido em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), promoveu o Projeto Comprador com o grupo Alshaya, dos Emirados Árabes Unidos. As rodadas de negócios, realizadas com dez empresas de calçados, aconteceram na sede das empresas e também na Abicalçados, em Novo Hamburgo/RS, entre os dias 4 e 6 de outubro.

Com 100 lojas próprias localizadas no Oriente Médio, o grupo Alshaya busca calçados femininos de maior valor agregado e menos sensíveis ao preço. “O objetivo é criar uma linha mais premium, como opção aos produtos de materiais sintéticos importados da China", conta a gerente de compras da empresa, Cyril Julianes, que classifica o que viu durante as rodadas como “excelente".

O relatório da Abicalçados aponta para uma projeção de mais de US$ 120 mil em negociações para os próximos seis meses. A analista de Promoção Comercial da entidade, Patrícia Ledur, destaca que a gerente de compras ficou satisfeita com a qualidade dos produtos e com a estrutura das empresas. “Ela colocou que a estrutura das empresas é de nível europeu, bem diferente do que elas encontram na China", avalia Patrícia.

Emirados Árabes

A ação foi idealizada com base no Estudo de Mercado realizado durante a primeira missão de prospecção realizada nos Emirados Árabes Unidos, em maio passado. Naquela oportunidade, foram identificados grupos potenciais para participação no Projeto Comprador Vip. Atualmente, o país árabe é considerado fundamental para as exportações de calçados, sendo considerado um dos mercados-alvo do programa Brazilian Footwear. “Apesar da queda nas exportações de calçados para lá, ocasionada por fatores macroeconômicos e dificuldades enfrentadas pelo país, o mercado segue sendo fundamental para o incremento dos embarques de calçados, especialmente os de maior valor agregado", comenta Patrícia.

Entre janeiro e agosto deste ano, os Emirados Árabes Unidos importaram 1,24 milhão de pares verde-amarelos, que geraram quase US$ 12 milhões, 25% menos do que no mesmo período de 2015. O preço médio do calçado brasileiro importado pelo país é de US$ 9,50, 16% maior do que o pago na média geral, de US$ 8.

Participaram da ação as empresas Anzetutto, Cristófoli, Lia Line, Sauter, Cecconello, Werner, Stéphanie Classic, Paquetá, Morena Rosa e Dakota.