Notícias

Calçadistas brasileiros de malas prontas para Bogotá

24.07.2017 -

De olho num dos principais mercados consumidores de calçados da América Latina, 27 marcas nacionais do setor estão de malas prontas para participar da 36ª edição da International Footwear and Leather Show - IFLS, que acontece entre os dias 9 e 11 de agosto, em Bogotá, na Colômbia. A participação verde-amarela é viabilizada por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

No dia anterior à feira, o Brazilian Footwear promoverá o Seminário Preparatório e o Photocall, eventos que trazem temas relevantes sobre o mercado colombiano e um estreitamento com a imprensa local, respectivamente. O primeiro trará a secretária da Embaixada Brasileira na Colômbia, Bertha Gadelha, que irá falar sobre a economia do país vizinho e as perspectivas para o segmento calçadista; o gerente geral do Mall & Retail, Leopoldo Vargas, que falará sobre as oportunidades em centros comerciais colombianos; e o designer Hermán Zajar, que discorrerá sobre as tendências de moda na Colômbia. Já o Photocall é um tradicional encontro entre marcas brasileiras e imprensa local, no qual será produzido um editorial de moda. Ambos eventos ocorrem simultaneamente, a partir das 8h30, no Hotel Sofitel Victoria Regia, na capital colombiana.

Negócios

Após as ações de informação sobre mercado e relacionamento com a imprensa local, os calçadistas iniciam a participação na plataforma comercial IFLS, considerada uma das mais importantes da América Latina e que deve atrair mais de 11 mil compradores dos principais mercados de calçados do mundo, especialmente do continente americano. A coordenadora de Promoção Comercial da Abicalçados, Letícia Sperb Masselli, conta que na mostra do ano passado foram gerados quase US$ 1,2 milhão em negócios imediatos, com previsão de chegar a mais de US$ 10 milhões em negócios alinhavados. “Atualmente o Brasil é o terceiro maior fornecedor externo de calçados para a Colômbia, apenas atrás de China e Vietnã. Respondemos por uma fatia de 13% do total importado, número que tem grande potencial de crescimento devido ao aumento do consumo naquele país", explica a coordenadora.

Segundo Letícia, a expectativa para a IFLS é boa, especialmente porque as coleções que serão apresentadas na feira de agosto são as de primavera-verão, que historicamente tem melhor desempenho naquele mercado. “A Colômbia é um país muito semelhante ao nosso, em termos de cultura e de clima, o que favorece o calçado brasileiro, especialmente o de verão", avalia.

Mercado

Em 2016, os colombianos importaram 9,3 milhões de pares de calçados brasileiros, 16,5% mais do que em 2015. Atualmente a Colômbia é o quarto maior mercado para o produto nacional.

Participam da IFLS as marcas Piccadilly, Beira Rio Conforto, Moleca, Vizzano, Molekinha, Modare Ultraconforto, Molekinho, Bottero, Verofatto, Schutz, Arezzo, Pegada, Anatomic Gel, Rider, Ipanema, Grendha, Zaxy, Cartago, Grendene Kids, West Coast, Cravo & Canela, Stéphanie Classic, Kidy, Petite Jolie, Suzana Santos, Renata Mello e Invoice.

Sobre o Brazilian Footwear:
Brazilian Footwear é um programa de incentivo às exportações desenvolvido pela Abicalçados em parceria com a Apex-Brasil. Este programa tem por objetivo aumentar as exportações de marcas brasileiras de calçados através de ações de desenvolvimento, promoção comercial e de imagem voltadas ao mercado internacional.

Sobre a Apex-Brasil:

Apex-Brasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência apoia cerca de 11.000 empresas em 80 setores da economia brasileira, que por sua vez exportam para mais de 200 mercados. A Apex-Brasil também desempenha um papel fundamental na atração de investimento estrangeiro direto para o Brasil, trabalhando para identificar oportunidades de negócios, promovendo eventos estratégicos e dando apoio aos investidores estrangeiros interessados em alocar recursos no Brasil.

Leia também